poliTICs 8

Reunimos algumas visões sobre o caso WikiLeaks que trazem diferentes perspectivas e que consideramos que servem para dar continuidade e aprofundar a reflexão sobre o que realmente se passou na semana em que as empresas norte-americanas obedeceram a um chamado de um senador enfurecido.

Edição de dezembro . Ano 2010

Algumas lições importantes que o caso WikiLeaks ensina

O caso WikiLeaks é, sem dúvida nenhuma, um divisor de águas na história recente da Internet (se é que a Internet tem alguma história que não seja recente). A repercussão da divulgação das informações sobre as trocas de mensagens da diplomacia norte-americana, seguida da escandalosa censura ao site do Wikileaks (motivada pelo governo norte-americano e realizada por governos e empresas), somada à perseguição ao criador do site, Julian Assange, e à impressionante resposta da comunidade Internet a favor da liberdade de expressão e em defesa ao Wikileaks evidenciam que a Internet é um campo onde se travam batalhas de porte, muitas delas entre os poderes constituídos e uma multiplicidade de iniciativas que desafiam o status quo.

Por que o WikiLeaks polariza a política de Internet norte-americana

Aqui no IGP nós nos orgulhamos de ter uma visão bastante acurada em assuntos relativos à governança da Internet, mas temos que admitir que a emergência do caso WikiLeaks como uma questão de governança global nos pegou de surpresa. A Internet se mostrou uma fonte de ruptura política de uma maneira que não havíamos previsto. Vazamentos de informações diplomáticas já aconteceram muitas vezes. Geralmente os autores dos vazamentos são diplomatas ou outros atores do meio político-militar-diplomático que usam este fato como forma de influência política.

Ética jornalística, novas mídias e eleições no Brasil

O jornalismo é uma atividade permeada de situações-limite, de momentos de tensão e pressão permanentes. Tanto em coberturas de risco real quanto em circunstâncias cotidianas, o tempo sempre é curto para apurar as informações, alguém se nega a fornecer dados, as versões são contraditórias, não convincentes ou de difícil acesso. Frequentemente, o acontecimento pode ser complexo o que pode demandar uma tradução clara e precisa; e somem-se a esse cenário a concorrência entre os jornalistas, a exigência e a ansiedade do público por informações com agilidade e credibilidade.

Lanhouses no Brasil desafios a enfrentar

A rápida proliferação dos centros privados de acesso à Internet, conhecidos como lanhouses, deve-se, sobretudo, à baixa penetração do acesso de banda larga nos domicílios brasileiros e revela a necessidade do cidadão em estar conectado ao novo mundo da informação e das redes sociais. A lanhouse é um fenômeno social que tem maior expressão em regiões urbanas menos favorecidas economicamente, áreas remotas e rurais do país. Como espaço de inclusão digital, elas constituem uma oportunidade concreta para a participação cidadã e para o trânsito no mundo cultural, educacional e de lazer para comunidades carentes por meio das tecnologias de informação e comunicação (TICs).

A Lanhouse nas palavras de quem faz

Uma recente pesquisa do Comitê Gestor de Internet reforça o que é visível em qualquer viela Brasil afora: há um curioso fenômeno acontecendo bem debaixo de nossos olhos. O que se convencionou chamar de inclusão digital acontece em cada esquina, em cada beco, através de milhares de espaços de acesso coletivo que recebem muitos nomes: lanhouses, cibercafés, lojas de conveniência digital, centros de inclusão digital... há tanta variedade de nomes quanto de modelos ou perfis de negócios para estes espaços, que têm em comum o fato de permitirem que cada vez mais pessoas – em especial as economicamente menos favorecidas – tenham oportunidade de entrar no intrigante e admirável mundo que a Internet representa.

Páginas

 

Contato

Se preferir, você pode utilizar o nosso

 

Endereço

Largo do Machado 29, sala 702
Galeria Condor - Largo do Machado
Rio de Janeiro . RJ
CEP 22221 901
Brasil